You are currently viewing Reconhecimento facial para controle de acesso

Reconhecimento facial para controle de acesso

Para que chaves, se podemos tornar os sistemas mais eficientes?  

Quando a fechadura da porta é para uso de uma ou duas pessoas, tudo bem, não há grandes problemas até aqui.

Passando disso, já podemos ter formas bem mais rápidas para a entrada e saídas de pessoas. Se pensarmos em empresas ou locais públicos que registram a passagem de um grande números de pessoas, dai estamos falando em melhorar ( e muito), o sistema.

Pense na complexidade que é ter vários funcionários com níveis de segurança variados e que usam sistemas de cartões de identificação? Somado a isso, cartões de identificação podem ser perdidos ou roubados, abrindo a porta para acesso não autorizado, além de ser quase inevitável que os cartões sejam esquecidos de tempos em tempos, exigindo identificação manual.

Para sanar estes problemas, pode ser implementado o sistema de controle de acesso com reconhecimento facial. Para tanto, é necessário computador industrial para capturar imagens faciais nos pontos de entrada e saída e a verificação remota das credenciais.

Neste caso, a solução da IEI é amplamente capaz de realizar esta tarefa. O hardware no AFL3-W10A-BT [1] tem uma câmera embutida de 2MP com recursos de pouca luz para capturar vídeo, além de permitir o uso de uma câmera externa para uma resolução mais alta. O núcleo do PC all-in-one é o processador Intel® Celeron® J1900 (quad-core, 2.0 GHz) com uma arquitetura projetada para reduzir o consumo de energia, a operação é eficiente e tem economia de custos em longo prazo. Tudo isso com capacidade de processamento gráfico suficiente para acompanhar o processamento digital contínuo de vídeo recebido.

O AFL3-W10A-BT possui uma conexão Ethernet Gigabit. O padrão Gigabit Ethernet permite a transferência de até 125 MB/s (1 Gb/s) de dados, deixando bastante espaço para que mais dados de vídeo ou outros dados passem eficientemente pela rede. Embora eles representem apenas uma pequena parte da eficiência da rede, o hardware nativo pode lidar com segurança com o aumento da quantidade de dados durante os horários de pico. Além disso, essa velocidade de rede fornece largura de banda mais do que suficiente, dando flexibilidade para atualizações futuras com câmeras de qualidade superior ou dados biométricos adicionais.

Para fácil instalação, o AFL3-W10A-BT vem com duas portas COM. A primeira é uma conexão RS-232 através de um cabo de extensão conectado a uma porta RJ-45 no painel traseiro. A segunda é um conector DB-9 que pode ser configurado para uso com RS-232, RS-422 ou RS-485 usando um jumper de pinos simples. Essas opções abrangem a grande maioria dos portões de controle de entrada que podem ser conectados, mas, no caso de controle de acesso, pode ser utilizado para abrir a catraca, permitindo a entrada ou saída do funcionário.