You are currently viewing Tecnologias presentes em cidades inteligentes
Cidades Inteligentes

Tecnologias presentes em cidades inteligentes

Compartilhe

Ao desenvolver soluções para as Cidades Inteligentes, um dos requisitos é pensar que as tecnologias deverão servir à população da melhor maneira possível.

Atualmente, cerca de 4,4 bilhões de pessoas vivem em áreas urbanas, o que representa pouco mais de 55% de toda a população mundial. Em 2030 esse número deverá ser superior a 5 bilhões e, até 2050, segundo estudo divulgado pela ONU (Organização das Nações Unidas), os centros urbanos deverão abrigar cerca de 70% da população.

Nos últimos anos, várias iniciativas têm buscado desenvolver soluções para os problemas decorrentes do aumento da densidade populacional nas cidades, seja através de pesquisas acadêmicas como a Smart Campus da Unicamp, parceira do Perini City Lab, laboratório de soluções para Smart Cities, ou ainda por Cidades Inteligentes como São José dos Campos, certificada recentemente pela ABNT.

Alguns exemplos de soluções desenvolvidas através do Perini City Lab:

  • Smart Street: este projeto busca dar inteligência ao controle de cidades através da captação de dados por meio de imagens e sensores com processamento através de softwares de Inteligência Artificial, auxiliando em demandas de segurança e mobilidade urbana.
  • Organa Biotech: por meio da coleta e compostagem local de resíduos orgânicos, a solução desenvolvida pela Organa elimina os custos com o transporte e alocação dos resíduos em aterros, contribuindo ainda para o meio-ambiente.
  • GoMoov:a solução voltada à micro mobilidade elétrica na última milha foi o primeiro projeto a ser validado pelo Perini City Lab, e torna o deslocamento em centros urbanos mais rápido e acessível que os transportes público e privado.

Além dos exemplos de soluções desenvolvidas por meio do Perini City Lab, outras tecnologias estão sendo bastante aderidas no escopo das Smart Cities:

  • Computação em borda (edge computing): a captação de dados em alta velocidade e quantidade, como já é visto em grandes cidades, não é suficiente para a manutenção de Cidades Inteligentes. O processamento em borda, ou seja, próximo do local onde os dados são captados, é essencial para que haja agilidade nas tomadas de decisão, além de tornar esse sistema mais robusto e confiável.
  • Inteligência Artificial: os dados obtidos através do sensoriamento das cidades muitas vezes são complexos e com grande dificuldade para os seres humanos detectarem padrões. Nesse sentido, algoritmos de Inteligência Artificial se fazem necessários para detectar comportamentos de trânsito ou de pessoas.
  • Internet das Coisas (IoT): está intimamente ligada às outras tecnologias já citadas, ao permitir que cada vez mais dados possam ser mensurados e analisados. Consiste em tornar objetos e equipamentos comuns ambientes das cidades em sensores conectados à internet.
  • Redes 5G: assunto bastante comentado no Brasil e realidade em países da Europa e América do Norte, a adoção de redes 5G permite com que milhões de dispositivos se conectem à internet com alta velocidade e compartilhem grandes volumes de dados, como fotos e vídeos em alta qualidade.

O Perini City Lab e as soluções da Macnica DHW para Cidades Inteligentes

Além das soluções já abordadas acima, o Perini City Lab trabalha diariamente com a gestão e consultoria em testes, validação e demonstração de soluções para Smart Cities, permitindo que soluções e tecnologias para este segmento sejam estressadas e estejam prontas para ir ao mercado e atender às demandas reais de cidades.

Além disso, a Macnica DHW, fornece soluções em Inteligência Artificial totalmente aderentes ao ambiente público e necessárias no escopo de Cidades Inteligentes, como a Icetana – uma plataforma que permite a identificação de forma autônoma de ações e eventos incomuns registrados por câmeras, através de tecnologia de video analytics –, e a Beabloo – um software com foco na identificação de padrões e da jornada do cliente em lojas de varejo, em shoppings fechados ou abertos.

Se você quiser saber mais sobre as soluções que a Macnica DHW oferece para ambientes inteligentes ou ainda desenvolver, testar ou demonstrar sua solução para Smart Cities através do Perini City Lab, entre em contato conosco.

Acompanhe a Macnica DHW nas Redes Sociais:​

Compartilhe

Eduardo Bachmann

Graduando em Engenharia Automotiva pela UFSC, trabalha no setor de IoT&AI Solutions. No Perini City Lab, laboratório voltado ao desenvolvimento e validação de soluções para Smart Cities, auxilia na operação do projeto. Neste blog escreve sobre a temática das cidades inteligentes e sobre a aplicação das principais soluções oferecidas pela Macnica DHW.