You are currently viewing Produtos Espressif para aplicações IoT

Produtos Espressif para aplicações IoT

A Internet da Coisas – IoT está no centro da transformação digital, fazendo a ligação entre o mundo físico e a Internet. Os módulos IoT, que sempre foram um dos componentes mais críticos neste processo, estão se tornando mais acessíveis.

Além de permitir a conectividade sem fio entre os dispositivos e a rede, o desenvolvimento com módulos IoT está cada vez mais amigável, como mostra a Espressif em suas atualizações da ESP-IDF.  

A influência da IoT chega aos produtos de consumo, como os eletrodomésticos por exemplo, proporcionando uma experiência muito melhor ao consumidor.

Ao inserir módulos IoT, com conectividade Wi-Fi e/ou Bluetooth, os dispositivos se conectam ao smartphone, podendo ser controlados a grandes distâncias.

Dentre os vários tipos de módulos wireless, o módulo IoT se destaca pela capacidade de processar uma grande quantidade de dados, proporcionando uma experiência interativa ao usuário.

Comparando com outros módulos de comunicação sem fio, os módulos IoT integram várias tecnologias wireless em um único módulo, com poder de processamento avançado e funções de exibição multimídia para satisfazer a necessidade de um ambiente residencial, por exemplo.

Pensando nas aplicações IoT que os módulos podem habilitar, a Espressif está em constante melhoria do espaço de desenvolvimento utilizado.

Veja abaixo as melhorias que a nova versão do ESP-IDF traz para fomentar o desenvolvimento de soluções IoT com os módulos ESP32.

O que tem de novo sobre o ESP-IDF?

ESP-IDF, a estrutura de desenvolvimento de software para a série ESP32 de chips da Espressif, está em desenvolvimento ativo desde 2016.

Inicialmente, ele foi projetado para o desenvolvimento utilizando linhas de comando (CLI), uma interface não muito amigável.

Entretanto, nos últimos anos, visando um processo mais simples, muitos avanços ocorreram.

Sendo assim, grandes melhorias na construção da ferramenta e na forma de instalação foram realizadas.

  • Os sistemas de construção

Atualmente o sistema de compilação, ESP-IDF pode ser utilizado nos sistemas operacionais Linux, MacOS e Windows. O sistema baseado em CMake é o padrão, e possui suporte para os chips ESP32-S2, ESP32-C3 e ESP32-S3.

Além disso, o sistema de compilação CMake foi fundamental para melhorar a integração com IDEs. Já os plug-ins para os IDEs Visual Studio (VS) Code e Eclipse, simplificaram o processo de introdução ao ESP-IDF.

  • Ferramentas e instalação

No ESP-IDF v4.0, novos scripts foram adicionados ao SDK, permitindo aos usuários configurar as ferramentas automaticamente. Além disso, o processo de instalação para usuários do Windows foi aprimorado com revisões no ESP-IDF Tools Installer.

Agora, o instalador pode configurar cópias autônomas do interpretador Python e do sistema de controle de versão Git, de forma que o ESP-IDF não dependa mais daqueles que podem estar instalados no computador.

Em segundo lugar, o instalador usa uma fonte alternativa de pacotes Python (“wheels”), no caso de alguns dos pacotes não estarem disponíveis em fontes oficiais.

Em terceiro lugar, o instalador executa verificações adicionais de pré-requisitos, o que ajuda a detectar possíveis problemas com o software antivírus, diretórios de instalação e outros problemas comuns.

Por fim, o instalador agora está disponível em duas variantes: “online”, um instalador mínimo que baixa o software necessário durante o processo de instalação, e “offline”, que é um pacote monolítico que inclui tudo o que é necessário.

  • Ambientes de Desenvolvimento Integrado

Além da interface de linha de comando, a Espressif fornece dois ambientes de desenvolvimento para usuários ESP-IDF: a extensão de código do Visual Studio (VS) para ESP-IDF e o plug-in ESP-IDF Eclipse.

Este ano os esforços de desenvolvimento de IDE foram em três áreas: processo de instalação e integração, experiência de desenvolvimento central (como criação e configuração de projetos, indexação, atualização, monitoramento) e melhorias relacionadas a JTAG .

Como os mais novos chips ESP32-S3 e ESP32-C3 contêm interfaces USB-JTAG embarcadas, várias melhorias foram feitas nos recursos relacionados a JTAG dos IDEs. Além de fazer flash na porta serial, adicionamos suporte para fazer flash em JTAG.

Ambos os IDEs vêm com funcionalidade de rastreamento de heap, que permite ao usuário gerar um arquivo svdat dump por meio de depuração (adicionando pontos de interrupção de início/parada no código) e fazer a análise de despejo de heap subsequentemente. Este é um recurso muito útil para analisar eventos de heap e suas alocações de memória.

  • Planos futuros

Além de melhorias nas ferramentas existentes, novas soluções vêm aí, como codificação online e espaços de trabalho de prototipagem.

Veja todos os detalhes das melhorias na instalação do ESP-IDF da Espressif em https://www.espressif.com/en/news/esp-idf-improvements

Entre em contato conosco para saber como podemos lhe auxiliar no seu projeto IoT. 

Acompanhe a Macnica DHW nas Redes Sociais

INSTAGRAM

LINKEDIN

FACEBOOK