You are currently viewing Saiba como aumentar a segurança digital das empresas
segurança digital

Saiba como aumentar a segurança digital das empresas

Compartilhe

Com a crescente migração de dados e operações online, a segurança digital se tornou essencial para qualquer empresa.

Não é novidade que muitos dados do Ministério da Saúde foram roubados recentemente. (Saiba mais na matéria da Convergência Digital).

Este tipo de situação pode acontecer por sistemas com baixos níveis de segurança ou por descuido do usuário, isso se chama responsabilidade compartilhada, como ressalta a AWS.

Diante destas variáveis importantes, devemos focar naquelas que não dependem do usuário.

Ou seja, devemos garantir que o sistema de armazenamento de dados é seguro e robusto. Para isso, muitas camadas de segurança podem ser aplicadas, desde o hardware até o software.

Neste sentido, a Intel que está sempre inovando, dispõe de FPGAs cada vez mais seguras para atuarem em unidades de processamento de dados, como por exemplo IPUs, SmartNICs e redes 5G.

Da borda à nuvem, os desafios de segurança digital na forma de ataques cibernéticos e violações de dados, tornam-se cada vez maiores à medida que os ataques a redes de alta velocidade se multiplicam.

Isso coloca grandes quantidades de dados em risco, incluindo também os recursos físicos controlados pela rede. Assim, a criptografia de dados e a autenticação de login representam medidas potentes para garantir a segurança de dados. 

Para que estas medidas cheguem ao mercado, os membros mais recentes das famílias Intel Agilex FPGA e SoC FPGA (AGF023 / AGF019 e AGI023 / AGI019) agora apresentam mecanismos criptográficos de alta velocidade, reforçados e emparelhados com MACsec soft IP para ajudar a mitigar os riscos e limitar os efeitos desses ataques cibernéticos. [1]

Além disso, a Intel aumenta ainda mais a densidade e largura de banda dos FPGAs Agilex Serie I para habilitar até 120 canais de transceptor, com velocidades de até 116Gbps, Ethernet 400G, PCIe Gen4 e blocos de criptografia rígida.

Intel Agilex FPGA e SoC

As FPGAs Intel Agilex aproveitam a tecnologia 3D System-in-Package (SiP) heterogênea para integrar a primeira malha FPGA da Intel construída com a tecnologia SuperFin de 10 nm. Aproveitando essa tecnologia de processo avançada e a arquitetura FPGA Intel Hyperflex de 2ª geração, essas FPGAs oferecem desempenho de malha 2 vezes melhor por watt [2] em comparação com o portfólio de FPGAs de 7 nm da concorrência.

Para aplicações que requerem processadores embarcados, as FPGAs Intel Agilex SoC oferecem processador Quad-core Arm Cortex-A53 integrado.

Figura 1. Malha SiP da FPGA Agilex

FPGAs Intel Agilex Serie F e FPGAs SoC – Destinado a uma ampla gama de aplicações em vários segmentos de mercado com recursos avançados de DSP.

FPGAs Intel Agilex Serie I e FPGAs SoC – Destinado a aplicações que consomem muita largura de banda, exigindo várias interfaces de processador de alto desempenho.

FPGAs SoC Intel Agilex M-Series (em breve) – Destina-se a aplicações de computação e uso de memória intensivos que requerem alta largura de banda de memória. Esses dispositivos oferecem interface de memória para memória de alta largura de banda (HBM) em pacote, DDR5 SDRAM e interfaces de memória persistente Intel Optane.

Veja mais dados no descritivo da FPGA Agilex.

[1] – https://www.intel.com/content/www/us/en/products/docs/programmable/crypto-features-for-ipu-wp.html

[2] https://www.intel.com/content/www/us/en/products/details/fpga/agilex.html

Gostou do conteúdo e que saber mais sobre FPGA Intel, se inscreva no nosso Treinamento em Tecnologia FPPGA Intel até o dia 20/01 e ganhe o kit DE10-Lite.

Entre em contato conosco para saber como podemos lhe auxiliar no seu projeto. 

Acompanhe a Macnica DHW nas Redes Sociais

INSTAGRAM

LINKEDIN

FACEBOOK

Compartilhe